quinta-feira, 5 de julho de 2018

É Real!

É muito bom saber que ela gosta de mim.
Sabe... a gente se esforça tanto para que gostem da gente e de repente acontece algo assim... sem mais nem menos. De repente e de graça. Acordo todos os dias motivado e agora tenho objetivos.

Ela é incrivel e eu nunca pensei que acharia alguem assim, que me completa totalmente. Perto dela não tenho medo, pelo contrario, me porto como um verdadeiro homem. Ela confia em mim e me ama de verdade. Sou feliz ao lado dela.


Oi, que saudade daqui o/

Olha eu de novo. Não sei, não posso determinar nada, a vida é imprevisível e quando ela se torna previsível, por mais segura que ela seja, ela se torna chata. E vai por mim, não queira uma vida chata. Então eu acho que esse será um dos ultimos posts do blog, porque eu to saindo de ferias o/ uhuuuu

Que diferença né? Se você é doido de acompanhar isso aqui, vai perceber que os posts desse ano foram muito complicados. Eu tive que lidar com muita coisa, muita mesmo! E foram coisas tão dificeis, sabe? Tanta confusão em minha mente...

Mas agora eu to legalzão e espero não ter que voltar para o Umbral que eu estava, afim de ter que perceber que a vida é maravilhosa... que delicia é viver. Dói, sabe? Dói muito as vezes. Mas dói mais se você não tiver consciencia das coisas...

Nossa... vou ter que parar para ler algumas coisas aqui e perceber o quanto fui bobo. E isso só mostra que muito do que a gente acha que é verdade, na verdade são concepções bobas para que possamos nos defender (sei la de que). Então EU hoje sou um Jeff mais feliz, mais satisfeito e grato a Deus e a vida.

Deus é bom, sabe? Independente da existencia dele, eu o amo. Ele é meu amigo e quer meu bem.

Mas tive que chegar a concepção de que o Deus que é pregado a igreja de certa forma me fazia mal. Era uma ideia controladora dele. Ele é mais que isso e se eu estiver errado, acredito que ele é tão amoroso a ponto de me mostrar. Mas nunca mais eu vou acreditar no que o homem conta. Pois o homem é traiçoeiro de natureza.

Então se você observar, nos ultimos meses eu briguei muito com Deus aqui, mas agora eu acho que estamos bem. Pessoalmente bem. A minha missão é ajudar meus irmãos e acredito que isso é uma verdade pura e ele vai me ajudar nessa. Ele ja cuidou de mim até então. Cara... sou tão grato. Vejo ele com clareza e amorosidade. Se as coisas derem errado em minha vida, é simplesmente para que eu vá para o caminho certo e eu confio nele. Obrigado Deus.

Enfim, nada ta resolvido, sabe? Mas desconfio que nunca estará. Mas chegará um dia em que eu Jeff, estarei mais satisfeito com a vida. Acredito mesmo! E ajudarei muita gente, essa é minha missão. E Deus está comigo!

To tão orgulhoso de como estou que penso em meus amigos que estão em passos evolutivos mais atrasados. Não sou melhor que eles, mas o sofrimento é uma coisa terrivel de se ver. Posso até imaginar como Deus se sente.

Então é isso... eu vim aqui no blog para escrever um capitulo de um desenho, mas tive que relatar isso. Tem muita coisa ainda... mas acho que ja ta bom. Só queria declarar que esta dando tudo certo e eu descobri coisas maravilhosas. Então é isso...

Um abraço de um Jeff melhor.

até novos ventos o/

segunda-feira, 23 de abril de 2018

De que serve?

Do que serve isso tudo?
Tecnicamente de porcaria nenhuma.
É uma grande poesia.
Poesias não servem para nada, senão emocionar.
A vida serve pra isso, emocionar. Ou nem isso.
Acontece que ninguém para pra perceber isso.
Quem é que é doido pra parar? Ta todo mundo andando, ninguem quer parar.
Mas eu parei, afinal, não tava fazendo nada mesmo. A questão é que eu me fodi... Mas acho que não seria de outra forma.
Depois da vida, acho que não existe nada baseado o ego.
Talvez seja algo muito alem. Finalmente entendi isso.

Agora meu problema não é mais o que tem depois ou o que tem antes.
Meu problema são as caralhas das limitações que meu corpo me dispõe.
Como uma memoria de MERDA. Um aprendizado DE BOSTA. Mas vou aproveitar que tenho saúde. Talvez seja o que importa. Que cacete.

É como se eu tivesse voltando de viagem, ao que eu era. É a porra de uma regressão.
Argh.. que cansaço.
Mas talvez agora melhore...
talvez melhore...

terça-feira, 17 de abril de 2018

Falta de vontade.

Quando eu perco a vontade de fazer algo, fodeu.
Atualmente eu perdi minha vontade de desenhar.
Já pensou se eu me tornasse ilustrador?
Não é que eu não consiga desenhar, é só que eu não tenho mais aquele prazer.
E também não é algo que se recupere.
A unica coisa que cura é o tempo.
Basicamente daqui uns meses eu volto.
A parte boa é que eu volto melhor. Sempre volto. Não é a primeira vez.
Ainda gosto de fazer textos. Descompromissadamente mesmo.
Mas não sei se consigo criar historias ainda. Exige demasiada estrutura que eu não tenho paciencia para fazer.
Mas o desenho me encanta mais que o texto. Isso que é foda.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Questionamentos, muitos deles.

O que somos nós?
Essa é a pergunta mais perigosa que se pode fazer.
E a mais fácil para ser respondida com muita preguiça.

A verdade é que estamos perdidos.
E muita gente tem muito medo de estar perdida.
Por isso existe um deus.

Eu tento, eu juro, mas não consigo.
Não da pra simplesmente acreditar em deus.
Mas eu já acreditei um dia, mas não o sentia.

Eu, atualmente, não ligo de estar sozinho.
Esse texto mesmo, provavelmente ninguém nunca lerá.
Ou quem sabe lerão depois da minha morte.
E terão consciencia de que eu não acreditava em deus.
Quem sabe.

Acho que não acreditar em deus é um ato de coragem.
Imagino que um dia, de repente, alienigenas visitem a terra de forma brusca.
E digam claramente que deus não existe.
De primeira instancia, a galera iria achar que é o apocalipse. (de fato poderia ser)
Então ainda estariam enquadrados na religião.
Mas se o mundo não acabasse por causa da visita alienigena, então com o tempo as pessoas começariam a questionar. E ai, meu amigo, o barraco tava armado.

Sabe... quem sou eu pra questionar ou determinar algo sobre deus.
Mas eu preciso respeitar minha inteligencia.
Eu sei que as pessoas que aparentemente o "sentem". São apenas pessoas que tem medo.

Medo de não ir ha lugar algum.
Medo de aceitar que quando morremos, acabou.
Porque provavelmente viveremos em forma espiritual, mas não com a consciencia do ego.
O ego esta apavorado, porque ele sabe que vai deixar de existir.
O jefferson, sabe? Ele vai deixar de existir, mas meu espirito provavelmente ocupara algum lugar no universo.

Eu tive medo e por medo comecei a acreditar em deus em minha infancia.
Mas antes eu via a vida como uma forma de aleatoriedade e casualidade.
Era algo mais simples e deus nao estava envolvido.
Hoje eu pensei, eu não amo deus.
Talvez seja essa a diferença entre mim e as pessoas que os seguem.
Mas eu não ouso argumentar com elas, imagino o que elas sentiriam se parassem de ama-lo.

É realmente perturbador pesar que vai deixar de existir.
Mas eu prefiro assim. Melhor do que me render a prisões que o homem estabeleceu.
Mentiras atrás de mentiras para simplesmente livrar-nos do medo.

Eu tenho coragem de enfrentar a verdade...
Sò não sei se tenho forças.
Porque deus servia pra isso, me dar forças.
Eu preciso encontrar minhas forças.

Esse texto é para mim.
Jefferson, de quase 25 anos.
E só para mim, quem sabe se alguem achar... mas por enquanto só para mim.
Deus não existe, mano... voce sabe disso.
Então começa a viver e aproveitar a vida, porque quando ela acabar... ja era. Boa sorte.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Sentimentos, pouco deles.

Eu aprendi a bloquear meus sentimentos com facilidade.

Quando eles vem, é como se eu tivesse um tampão perfeito, uma barragem, para que eles não passem.

Culpei uma pessoa por anos, por não sentir nada por mim. Coitada, ela não podia controlar. Eu sempre fui um merda, ela jamais se apaixonaria por um merda que nem eu.

Acontece que com o tempo, graças a esse fluxo pouco fluido, eu comecei a perder o controle.

Observando isso eu comecei a retomar o controle e ai virou uma bagunça.

Acabei de perceber que os sentimentos mais fortes em minha vida são dois.

O sentimento de raiva e o sentimento de vergonha. 

Quando eu sinto vergonha, meu corpo é inundado por uma sensação de stress extremo e eu preciso fugir rapidamente daquele tipo de pensamento. Faz tempo que eu não passo por uma situação assim. Descobri que se eu ficasse quieto na minha eu não correria riscos. Por isso sou assim. 


Pensamentos, milhões deles.

Eu acordo e milhões de pensamentos começam a me contaminar.

Sem falar da indisposição, ou preguiça, sei la.

Sei que não me conheço, não conheço meu corpo e não tenho a menor ideia de como fazer isso.

O vazio esta me dominando novamente.

Quando eu penso em Jesus ou em Deus, eu sinto uma esperança. Mas logo começo a me sentir obrigado a seguir as regras e a ama-lo. Logo depois começo a perceber que o Deus evangelico nada mais é uma interpretação "mais pessoal" do Deus universal. E ai eu desando novamente.

Será que ser ignorante é uma opção mais agradável para se viver?

Imagino a cara dessas pessoas que brigam todos os dias por politica, se por algum acaso elas descobrissem que suas convicções são equivocadas?

Eu fiz uma nova amizade. É uma pessoa parecida comigo. Mais parecida com o que eu já fui um dia.

É uma moça legal, mas é mais um ser humano, suscetível a erros. As vezes ela se esquece que erra.

Acho que perdi minha essência. Perdi minha vontade. Perdi minha coragem. Perdi tudo.

Mas chega de ficar choramingando. Chega de ficar reclamando.

Estou com 25 anos. Cheguei. 

Agora é hora de muita coisa, mas eu nem sei por onde começar.

Hoje eu pensei em coisa pra cacete. Mas não em gêneros variados. Pensei basicamente no quanto as pessoas são confusas, esquecidas, ignorantes, filhas da p...

Não me lembro bem, foram tantos... que se eu começar a catalogar, fodeu.

-
Um pensamento que me veio agora, caralho... esqueci...

Estou assistindo uma serie chamada... fucking the world, sei la. É sobre um garoto psicopata que quer matar uma menina, ai foge com ela, bla bla bla. É boa até.

Olha eu não posso escrever meus pensamentos o dia inteiro. Então preciso me despedir.

Ta foda...




quarta-feira, 7 de março de 2018

Você deixou saudades...

Olha eu nunca fui de pagar pau pra artista a ponto de ser fanático. Comprar produtos, ir a shows, etc e tal. Também não fico abalado quando eles morrem, para mim, é mais uma pessoa passando de fase. 
Tanto é que quando o Chorão morreu, eu só lamentei um instante e falei: 


Pode parecer bem frio da minha parte, e é. Só fui sentir um pouco do peso da partida dele anos depois (basicamente esses dias) quando a situação apetou e as musicas dele fizeram muito sentido. 

Eu acho que sei o que ele sentia. A sensação de vazio misturada com o temperamento explosivo (o que me falta). Ele descontava nas drogas, eu desconto na comida e nos jogos online. Ele ainda durou bastante tempo nessa, morreu com 45 anos. Eu não tenho nem 25 ainda e já me sinto bem morto as vezes. 

Não tenho muito o que falar sobre ele, como eu disse, não acompanhava de perto. Só ficava ligado quando saia na MIX uma ótima melodia dele. Eu sei cantar "Senhor do Tempo" de cabo a rabo de tanto que escutei. Para mim é uma obra de arte moderna. O cara era bom em transformar historias tristes em melodia, como ele mesmo dizia.

"Eu tenho habilidade de fazer histórias tristes. Virarem melodiavou vivendo o dia a dia"


Eu não conheço metade das musicas dele, confesso. As vezes deixo no modo automático do youtube pra conhecer um pouco mais, mas infelizmente sou muito chato pra melodia. A letra pode ser foda, no entanto, se a melodia não me agradar, ja era. 

Ele era um artista que mais tinha melodia boa no quesito nacional. Ai juntava com a letra foda pra cacete e pronto! Tava a feijoada que eu adorava! 

Não sei se conhecer Charlie Brown Jr. na adolescência me fez bem. Talvez na época sim. Não depois. 
Me fez pensar muito e ser critico, mas hoje eu vejo que eu não preciso pensar tanto pra viver a vida. 

Como eu disse, ouvia muito na MIX. E achava que era coisa de adolescente problemático. Mas Senhor do Tempo embalou minhas idas a escola. Aquilo me fortalecia. Bem no finalzinho das minhas viagens escolares, ele lançou "só os loucos sabem". Sei la, na época eu era um garoto que queria saber de emoção, e aquela musica não me trouxe tanta emoção. Não gostei na época. Hoje, pra mim, é um hino que me resume. 

Quando eu ouço o som dele, penso que eu poderia ter sido um bom amigo para ele. Não conseguiria salvar ele, mas estaria ao lado dele, mesmo ele sendo um babaca estourado a maioria das vezes. Sei bem que ele veria em mim as boas características que tenho e me respeitaria mutuamente. Que presunção haha ser amigo do Chorão... mas... consigo cogitar isso, afinal, ele era um ser humano. 




Para cada rima que ele fez, é uma parte da minha vida e reflexão. Infelizmente ele teve que ir embora, ele fez isso por ele, acho que nada o segurava. 

Eu tenho origem evangélica e se você vive nesse meio deve ter uma opinião sobre o que aconteceu com ele pós morte. Eu prefiro não ficar pensado nisso ou cogitando. Prefiro pensar que finalmente ele encontrou o céu azul dele. 

Hoje fazem 5 anos que ele se foi. 
Ele conseguiu, ele deixou saudade... 

Vlw irmão. 


terça-feira, 6 de março de 2018

"Os problemas são B.O, desde pequenino"

Sempre que eu venho escrever neste lugar isolado da interwebs, me vem uma rima de alguma musica de RAP. É algo natural e recente, que descreve o que eu realmente estou sentindo por dentro.

Tenho pensado sobre qual profissão seguir em minha vida. Acho que decidi.
Diferente de tudo o que eu queria relacionado a pessoas, optei pela maquina e me sinto muito bem.

Na minha epoca de adolescencia, minha vontade era ser psicologo, pois eu conseguia compreender as pessoas, pois eu era bem mais racional do que hoje em dia. Mas pensando bem, não é que eu conseguisse compreende - las. Eu só enxergava a forma mais logica para resolver os problemas delas, o que fazia com que algumas pessoas se achegassem e me pedissem conselhos. Hoje vejo que isso era loucura do cacete!

Veja só, achar soluções logicas sempre foi minha praia. Na verdade, eu sou bom em enxergar soluções. Sou pessimo em matematica, fisica, quimica. Tudo que envolve numeros. Não sei se por falta de interesse... ou alguem que me influenciasse... (meus professores fracassaram) ou porque meu cerebro nao funcionava mesmo.

Estava olhando aqui que area poderia seguir em relação a informatica... sei la. HAUSHASuhsa só sei que quero. Computadores podem até me encher o saco as vezes, mas se eu descobrir o jeito certo de se fazer, então não terá problema. Já pessoas... ah... as pessoas... essas eu acho que quero distancia.


sábado, 17 de fevereiro de 2018

Ta osso

Cheguei.



Cá estou em um lugar chamado vida adulta.

Mas é engraçado que minha mente não quis ser adulta.

Ainda sou uma criança que quer só brincar e não ter responsabilidades.

Mas que merda chata essa, não? A tal da responsabilidade.

A cagada foi que eu me esqueci de trabalhar a mesma e aí não teve jeito, eu cresci.

Apareceram pelos, apareceram e desapareceram hormônios e as responsabilidades se tornaram algo mais relevante.

Na época da escola eu nem me importava com nada. Foda se o futuro, tá ligado? Ainda nem tô nele. Naquela época eu vivia sonhando. Eu queria mesmo era ser um super herói. Mas aí o tempo passou e eu não virei herói. A vida veio e mostrou ser uma chata do caralho. As pessoas foram embora, outras poucas chegaram e eu vi que a maioria era chata pra caralho.

Antes eu via pessoas como algo que pudesse me surpreender. Hoje em dia eu vejo que todo mundo é a mesma porcaria. Tudo feito da mesma coisa, tudo com mesmo medo, tudo fedendo, tudo covarde.

As que supostamente se salvam tem uma característica especial. A tal da ignorância. Que as fazem tanto feliz e permitem que elas continuem o dia a dia. Tornando se, assim, a esperança.

Ouvi uma frase esses dias "o bom líder é aquele que traz esperança". Pois é. Mas eu não tenho tido tanta esperança no mundo nem na vida. E isso que me fazia tão especial. Embora parecido, não sou mais o stiven universo.

A vida não teve dó de mim. Não me fez especial. Claro, tive regalias e agradeço. Mas tais regalias me fizeram mole. E hoje eu colho isso.

Queria acordar amanhã é saber que tudo está resolvido. Queria acordar apaixonado de novo. Mas não vai dar. Acho que odeio mais do que amo.

Mas olha só que engraçado. Acabei de falar com uma garota e gostei. Ela é bem parecida comigo, de um jeito melancólico.

- oi, moça, fique um pouco mais. Não repara a bagunça :)