quarta-feira, 31 de julho de 2013

#5 - Sim para a redução da maioridade penal? Ou descaso Geral

Lá estava eu, feliz, divulgando meu blog e me deparo com um post bem interessante. Caso queira conferir, só clicar no link



Eu dei minha opinião lá, mas achei que esse tema merecia um post. Aviso que aqui constará a minha opinião e eu não fiz qualquer pesquisa para dar alguma informação concreta e coerente sobre o assunto, então.. 


Eu já conversei com algumas pessoas sobre esse assunto e consegui captar diferentes opiniões. Desde "Ah ladrão tem é que morrer, esses moleques malditos e desocupados" até "Não, não tem que mexer na maioridade penal, essas crianças não sabem o que fazem". 

Opinião é igual personagem de RPG, cada um tem o seu. Mas devemos parar um pouco, largar o odio plantado em nossas mentes e analisar. 


Você é a favor desses garotos que pegam uma arma e saem em busca de alguns trocados assassinando quem veem pela frente, porque sabem que quando forem presos, em alguns meses estarão de volta as ruas? Melhor ainda, com a ficha limpa? (eu acho que é assim que funciona) 
Ou você quer que todos ardam no fogo do inferno para largarem mão de serem tão crueis? 

Ficam divididas as opiniões e ninguem chega a nenhum consenso. A maioria acompanha os casos pela TV e demonstram sua indignação com algum comentario aleatório. 



Desliga essa tv já! 

Brasil é o pais dos preguiçosos de opinião e aproveitadores na gestão. Como que pode colocar um garoto, seja ele bom ou mau, em uma cadeia cheia de adultos mais corrompidos pelo crime que o Mundungo Fletcher (harry potter) Ok, ai você me diz:

Nãao, não vai funcionar assim. Esses garotos vão para uma instituição diferente.


FEBEM. O nome dessa merda até mudou para Fundação Casa. Ok, está cheio de psicologos e pessoas que pretendem ajudar esses jovens. Mas o que uma pessoa aprende em 3 meses ou 3 anos quando o seu coração está repleto de odio pela sociedade? Talvez alguns, mas muitos irão repetir a mesma porcaria quando sairem. Sem contar que a sociedade brasileira atual é uma verdadeira maquina super potente de produzir marginais... O que fazer? 
Um dia eu perguntei para um colega sobre o que poderiamos fazer para acabar com essa criminalidade. Ele me respondeu que só com Educação podemos frear essa maquina... 
Ok, agora como vamos convencer os politicos de implantar sistemas melhores e mais eficazes de educação? Eles não se importam! Simplesmente não se importam! Enquanto puderem empurrar a sociedade com a barriga, eles vão! Não é viavel educar um povo, quando que o mesmo burro e desinformado, facilita a falcatrua e afanadores. 
Devemos acompanhar isso de perto, lutar por isso de perto. Mas quem é que vai levantar do pudim? Bem, eu vou ser sincero. Eu ainda não tenho condições de levantar do Pudim e lutar por isso, lutar por alguem que no primeiro assalto me daria um tiro na testa... Mas devemos investir nisso e prestar atenção para isso. Se não, estaremos sitiados em nossas proprias vidas por pessoas que não sabem oque estão fazendo ou se sabem, estão mal encaminhadas. 

Por fim eu acho que o foco deve ser outro, devemos focar de fato a EDUCAÇÃO! E não ficar julgando (embora a tentação seja grande) essas pessoas que são apenas produtos do descaso. 


Fiz um video sobre a teoria do pudim, qualquer coisa confere lá o/ tristemente me despeço)

#4 - Porque eu? será que Sou eu?

Minha primeira postagem *--*

Meu desafio é tentar achar um ''porque''.
E hoje a pergunta é -porque eu?
Quando criança eu odiava ser criança e estar perto delas... achei uma puta fase chata. não podia fazer nada, eu tinha que pular para alcançar as coisas (ainda hoje continuo pulando).

Então... A adolescência. Estou de passagem dessa fase! \o/ Do qual confesso que me foi terrível, desfrutei do sabor amargo da paixão. Descobertas legais, sentimentos complicados.
Atualmente, mesmo assim meu tamanho e aparência mostram o contrario. Sim eu pareço ter 14 anos. Já me deram 10 mas não vem ao caso. 

Sabe quando tudo te irrita e você tem vontade de sair gritando e esfaqueando todo mundo?
-eu tenho.
Ouvir diariamente que tenho que lavar a louça me deixa louca.
custa dizer uma vez?



Não! nada é fácil e mamãe e papai estarão ai para complicar a sua vida, Ainda mais quando você não é independente e o credito do seu celular é a veia que põe.

Parece que sempre alguém da família implica com você.
Tipo aquele parente carrasco. 
-Confesso! eu pulo a janela pra fumar um cigarro e meu amigo não é fácil. Minha tia me observa, nós trocamos olhares fatais mas ambas não recuam. Ela pergunta porque eu demorei tanto pra regar as plantas, e é óbvio que eu aproveitei pra fumar escondida atrás delas, mas vaitelascar mulher! Porque me persegues? entendo Jesus agora.

Devo ser bonita demais pra me perseguirem assim! Ou tenho alguma semelhança com a chiquinha.

Explique, porque eu? eu devo ser o problema!
sou mais discreta possível, sou quase um vegetal fumando na varanda e veja bem a minha vizinha me espiona.



Talvez seja fase, mais uma dela... Ou seja lá que merda seja. Na verdade eu poderia dar um bom conteúdo tirando que acordei com raiva.




terça-feira, 30 de julho de 2013

#3 - Sobre amizades... Eu complicando como posso.


Aviso nº1 -Esse assunto não pode ser tratado de uma maneira generalizada.
Aviso nº2 - Esse post não vai te levar a lugar algum, afinal é um pensamento meu. Coloque o sinto de segurança e let's go! 




Desde o começo das nossas vidas somos obrigados, ou por necessidade humana ou por introdução social a fazermos amizades. A coisa é tão natural que você não percebe que já tem amizade com seus pais, com seus cachorros (para quem tem) com seus brinquedos. É sempre uma troca. Seus pais te oferecem segurança e conforto, o cachorro oferece diversão e interação, seus brinquedos oferecem mais diversão ainda. No entanto, a verdadeira aventura começa quando você vai para seu primeiro ano na escola. Putz...


Ali o negócio é extremamente experimental e primitivo. Crianças carregam uma pequena bagagem do que aprenderam em casa. Se sua convivência é de brigas, bem provavel que vá brigar na escola. Se ele tem 6 irmãos tipo Rony Weasley, dependendo de qual posição ele está na hierarquia, ele vai aprender ou a sobreviver ou a dominar, caso ele seja mais velho. E a vida vai seguindo assim, vamos cada vez mais juntando bagagem de convivência social.

Quando eu era pequeno, sofri bastante Bully na escola pelos motivos obvios, eu era diferente. Por sorte eu desenvolvi uma personalidade sobrevivente e aprendi a lidar com a situação. Em alguns pontos eu recebi liçoes valiosas em questão de amizades. Descobri quem poderia ser meu amigo e comecei a selecionar mais as pessoas. Beleza até ai seria bom se eu não desenvolvesse um preconceito quanto as pessoas... 

Aprendi a ser reservado e realmente mostrar quem eu sou para quem eu conheço realmente bem. Observei muitas pessoas, por exemplo meu primo que faz amizade com qualquer um e desde a primeira semana já considera melhor amiga tal pessoa. Um mes depois ele está todo choroso reclamando que foi traido. 


É legal fazer milhares de amizades, ou isso é relativo? Talvez quando você decide fazer isso, tem que ter a responsabilidade das consequencias. Eu não tenho amigos falsos. Digo amigo de verdade,aquele que irá alem do seu velório e visitará seus restos mortais no cemitério.

Estive passando por uma crise pessoal (uma das varias) e estive enjoado dos meus amigos... Pode isso Arnaldo? Graças a Odin eu aprendi a não trata los mal. Mas uns sumiram, outros ficaram mais quietos, outros me ignoraram e aqui estou escrevendo sobre amizade. 
Hoje estou relativamente feliz e estou falando com alguns amigos, vencendo alguns orgulhos. Isso é bom não? Afinal eles sempre foram amigos de verdade e não colegas aleatórios que achamos poraí. 

Então é isso né xD até a proxima. 

segunda-feira, 29 de julho de 2013

#2 - Fossa

Você luta todos os dias para aprender cada vez mais. Para superar males humanos como:

Egoismo 
Inveja 
Raiva
Culpa
Avareza 

Eu poderia citar milhares de outros males, mas tem um que me chicoteia feito um carrasco... A maldita paixão. Outro dia uma antiga paixão bateu novamente nas portas da minha vida... Já é a quinta vez que isso acontece. E eu ainda caio como um patinho. 


Resolvi escrever esse post para melhorar um pouco dessa fossa. Organizar algumas ideias e talvez para quem estiver lendo dar uma luz né. 
Começando


Quando você esta gostando de alguem e ao contrario de uma adolescente de 12 anos que se lança completamente naquela loucura e diz pra deus e o mundo que gosta de tal pessoa, você prefere analisar a situação. E AI MORA O PERIGO! 

Perigo, de Todo Mundo Odeia o Chris <


 Quanto mais você tenta raciocinar sobre uma paixão, mais você vai ver que aquilo não dá certo. E o tempo vai passando. Acredite, menos mal quando você só gosta de longe e o negócio é totalmente platonico. Porque pior é quando você esta em uma Friendzone afundada.


 Sabe o que é Friendzone? Geralmente é quando o cara gosta de uma garota e ai ele (Ingenuo) começa a ser o melhor amigo dela. Aprende tudo sobre ela, sabe todos os gostos, sabe fazer ela rir, sabe fazer as vontades dela e tudo mais. Só que a coragem de contar seus sentimentos para ela é ZERO e o pobre infeliz acha que sendo o melhor cara na vida dela, um dai ela vai perceber que ele poderia ser o namorado ideial.... HAHAHAHAHAAHAHA triste realidade. Se você é um desses patinhos... ou você fala agora! Que gosta dela e toma um NÃO na pior das hipoteses ou você caia fora dessa já. Se não vai terminar que nem eu aqui fazendo post depressivo na madrugada.

Eu já passei tempo demais culpando ela e me culpando por esse tempo todo perdido... mas cara não era culpa de ninguem e não adianta ficar pensando nisso. Ela tomou o caminho dela independente da minha aprovação e mesmo cuspindo em todos os conselhos que eu dei pra ela, hoje ela deve estar feliz. Espero

Bem.. Esses dias ela fez aniversario... Eu me lembrei o mes todo. E adivinha? No meu ela vai estar pouco se ferrando para mim HSUASHUSASHUASHU enfim. Eu estava pensando em algo para dizer para ela... e nada. Então decidi fazer um poema. Não sou um talento nato da poesia, mas é uma forma de dizer o que eu estava sentindo. (melhor do que fazer um desses meus desenhos toscos pra ela) ( E a proposito, uma vez eu fiz um desenho dela, coloquei toda minha alma naquele desenho e aposto que ela jogou FORA) Lá vai o maldito poema.

O vento traz os velhos tempos em forma de memorias
Musicas castigam a saudade e contam suas historias
Independente do esforço, o orgulho corrói
Sobrevivente da razão, a duvida ainda dói

O que aconteceu eu não me lembro 
Entender a culpa eu ainda tento 
Ainda está jogado ao relento 
Meu coração desatento


Mais um ano antes da eternidade

Que finalmente posso desejar felicidade
Um aniversario de conquista
Pinte seu caminho como uma artista

A vida ninguém consegue controlar
Mas os desejos voam porai, pelo mar
E eu espero que as coisas deem certo
De uma forma ou de outra eu prometi acompanhar de perto

Quando olhar para o céu
Estarei naquele imenso véu
Olhando você seguir em frente
De longe
Mais vez
E para sempre





Ah cara... só de saber que será impossivel um dia estarmos juntos... Novamente... dando risada... Mas não como antes... Eu não consigo ver ela só como uma amiga e para sempre será assim.

Que terror esse post, deus me perdoe por isso! Ou melhor, eu me perdoe por isso daqui alguns anos! 
Para finalizar uma foto do Leo (brother meu) que tambem ta sofrendo na fossa comigo aqui dando maior apoio, filho da @(#@(# me mandando a musica dos Raimundos - Complicada e Perfeitinha que só me lembra ela. Leo desgraçado! 



terça-feira, 23 de julho de 2013

#1 - Religião

Primeiro vou contar um pouco da minha historia com a religião

Você acredita em deus? Eu já acreditei em deus há algum tempo atrás. Sou de origem metade católica e metade evangélica. Desde sempre minha mãe me introduziu nessa coisa de religião. Lembro de ir as missas do padre Marcelo Rossi aqui em São Paulo e nas grandes reuniões evangelicas como o sermão da montanha que teve no Palestra Italia. Foi terrivel, tive que comer pão com peixe (aaaargh) e ficar cantando uma musica durante 1 hora inteira... Ninguem merece. Ou merece? Minha mãe se divertiu bastante, os meus amigos mais crescidos tambem e tals. Aquelas pessoas pareciam muito alegres.. mas eu... Claro que não eu queria ir para casa jogar video game, não tinha motivo para ficar gritando aleluia com pessoas que eu nem conhecia fedendo a peixe. 

Minha mãe sempre me obrigava a ir para a igreja. Ela ia mais para fazer desfile de moda, fofocar e lutar pelos postos lá dentro, do que procurar deus. Aquilo me parecia terrível e eu decidi parar de ir para a igreja. Ok, o real motivo era que eu queria passar meus sabados e domingos jogando Tibia. Minha internet era discada e eu só tinha aqueles dias para jogar. Não me julguem ainda, era mil vezes mais divertido ficar em casa jogando Tibia do que ouvindo pastor falar coisas que eu não entendia, eu sempre pegava no sono e tomava uns cutucões da minha mãe. 
Cheguei até a me batizar. No dia eu estava super decidido. Dois dias depois eu já não estava entendendo mais nada e porque a graça de deus não caia sobre a minha vida kkk' Ai eu comecei a questionar bastante as coisas. Comecei a entender que deus é uma resposta para muitas coisas, mas quem se satisfaz com essas respostas é quem não ousa procurar outras verdades, não? 
Então eu fiz perguntas, para pessoas erradas sobre coisas certas. Porque eu não ouvia deus? Eu via todo mundo pulando, recebendo o espirito santo e só eu implorando para aquilo acontecer e nada. Porque deus deixava algumas crianças serem violentadas. Porque porque porque porque. O resumo das respostas era mais ou menos assim: Porque Deus quer assim.
Aposto que se você for religioso e estiver lendo isso com certeza deve estar se moendo para me dar respostas não? Mas "aquiete" o faixo e continue lendo xD

Depois dessa historia toda já deu para perceber a minha posição quanto essa besteira toda. E agora é hora de mostrar meus pensamentos sobre isso. 
 

Eu já apaguei esse texto umas mil vezes. Eita assunto complicado. Não tem como eu dizer o que é a verdade, já que nessa questão cada um acredita na sua verdade. Então vou tentar responder uma pergunta de uma amiga sobre PRECONCEITO CONTRA ATEUS 


Hoje eu conversei com um amigo e tentei falar sobre a liberdade mentirosa que vivemos e como a sociedade realmente poderia ser. Por sua vez, ele não gostou muito da ideia e disse que deveríamos lidar com a realidade. Fiquei pensando sobre a vida dele e a criação dele. Talvez ele sempre tenha sido ensinado a gostar de bens materiais e não questionou isso, afinal de contas é bom ter grana, não? Fiquei pensando sobre os filmes que ele assistiu e o que ouviu. Sobre carros, mulheres poderes. Eu tambem ouvi sobre tudo isso e sempre quis, como muita gente porai. Mas diferente dele que decidiu estudar bastante, trabalhar e alcançar. Eu decidi discordar. Percebe como o dinheiro pode ser um Deus? Se eu falar para ele: Cara acorda, olha só você seguindo esse destino que planejaram para a gente! Você não está questionando! Putz, ele me daria um tapa na cara. Sequer passaria pela cabeça dele de que isso é errado, será realmente errado? É a felicidade dele e de muitos, talvez a minha ser rico um dia. 

Fico imaginando o que um fiel pensa (já que eu um dia fui um cristão) O fiel deve pensar a mesma coisa que meu amigo pensa. Um dia ser rico de felicidade seguindo a linha da obtenção. E AI
repetindo, E AI daquele que questionar isso. Ah a pessoa esta sendo fantasiosa, a pessoa está louca. Foi o que ele aprendeu a vida toda é o unico meio de ser feliz. Vamos comparar ainda mais?
Imagina alguem que tem a possibilidade de ser rico, abrindo mão de tudo para virar um mendigo.
Agora imagine um fiel sem Deus, sem deus ele não é nada. Ele fica triste e definha.

Agora sim acho que você esta entendendo suponho. Tudo questão de realidade. 

Desde pequeno eu fui ensinado a negar o que é ensinado. Mas e as outras pessoas? E que direito eu tenho de dizer que elas estão cegas? E se no final eu for o aluado? 
Complicado isso cara... E olha o resultado desse post. Nada com nada.

Se é sua felicidade acreditar em uma religião. Que mal há nisso? Acredite, seja feliz, não deixe ninguem acabar come essa felicidade que há no seu coração. Mas tambem não deixe que digam o que você tem que fazer. No final das quantas o dinheiro não é assim tão importante, mas quando você da seu dinheiro afim de receber bençãos, você está sendo um cordeirinho que não sabe o que esta fazendo. Esta sendo o tal do ignorante que todo mundo fala. Quando você trata mal, se afasta de uma pessoa só porque ela tem outra religião... cara você tem que começar a pensar urgente e parar de fazer o que está acostumado desde sempre. a humanidade precisa disso, se envergonhar do que faz. Se envergonhar de julgar, se envergonhar de ter preconceito. Esse post ta uma merda, eu não to conseguindo organizar minhas ideias mas acho que minha opinião, ou 1/5 dela está aqui. Acho que é isso. Até mais.